Volta às aulas na FACED: por mais cores, mais sons e mais vida na sala de aula!

 

Aí, estamos na sala de aula, ocupando a função de professor|a, e observamos alguns estudantes de cabeça baixa, olhos e dedinhos no celular, outros com canetas coloridas, riscando o caderno, sem sequer olhar para os lados – afinal as cores das canetas devem ser mais sedutoras que as paredes da sala. O mais óbvio a se pensar é: ninguém está prestando atenção em nada.

Mas felizmente, essa não tem sido a realidade das novas turmas de Didática e Práxis Pedagógica 1 e 2 do primeiro semestre de 2015!

Apesar dos poucos encontros que tivemos até o momento – 3 ao todo – estou bastante confiante nos grupos que podemos constituir. Por que é assim que funciona: grupos não surgem do nada! Um monte de pessoas reunidas em uma sala de aula pode via ser apenas um monte de pessoas reunidas em uma sala de aula. Um grupo se constrói nas relações entre os integrantes, na sinergia, na interação entre as pessoas e isso se faz através dos compromissos que assumem uns com os outros. Espero sermos capazes de, neste semestre, constituir verdadeiros grupos em cada disciplina ou ainda, tornar cada turma um grande grupo!

Então, voltando ao assunto anterior, pelo menos até o momento, os celulares não tem sido usados para distração ou fuga dos estudantes. Diferentemente disso, estão cada vez mais servindo de base de leitura e pesquisa dos textos e temas estudados, sem falar no registro das memórias de aula, através de fotografias da turma ou das informações escritas na lousa.

Apontamentos de um estudante
Apontamentos de um estudante no seu primeiro dia de aula de Didática na FACED

E as tais canetas coloridas? Nas mãos daqueles estudantes que as manejava sem olhar para os lados, faziam apontamentos de uma forma bastante singular, como se pode ver na imagem.

Claro que teremos muito desafios. Grande parte dos estudantes são pessoas que  trabalham e estudam, mães e pais de família, e alguns jovens sem experiência na área educacional. Há várias pessoas cursando as duas Didáticas ao mesmo tempo e também outros em Didática 2 que não chegaram a cursar a Didática 1. Além disso, as dificuldades de deslocamento até a FACED causam atrasos e a insegurança da cidade no turno da noite faz como que as atividades presenciais sejam comprometidas no quesito tempo.

Tudo isso evidencia a necessidade de me renovar constantemente, buscando uma prática pedagógica interativa e implicada com os interesses dos estudantes, sem desconsiderar, obviamente, as condições de realização do processo didático. Creio que tudo isso é possível na medida em que conseguirmos estabelecer relações de confiança uns com os outros.

Então, como disse antes, estou bastante animada e confiante de que seremos capazes de construir verdadeiros grupos, como ocorrido nos semestres anteriores.

Teremos um 1º semestre de 2015 com muitas cores, muitos sons e muita vida na sala de aula!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.