O palhaço que odeia bebês

Já fazia uns 3 ou 4 anos que eu não entrava em MCDonalds nem mesmo pra usar o banheiro em caso de emergência. O motivo é simples: não gosto de comida de plástico, na minha opinião, aquelas batatinhas fritas também não tão com nada…

Lembro-me que havia umas tortinhas quentes de maça com canela e de banana com canele das quais eu gostava, então, resolvi entrar e apresentar ao Ian o “maravilhoso mundo do fast food”.

Como é de esperar, vindo de um bebê lindo e fofo de um ano e três meses, era preciso trocar a fralda. Ninguém merece fazer uma pausa para o lanche com as calças molhadas.

Aí é que veio meu espanto: no MCDonalds do Rio Vermelho, em Salvador/BA não tem fraldário. Chamei o gerente, o Sr. Lázaro. Muito simpático e atencioso, me informou que desconhece qualquer outro MC Donalds que tenha fraldário. Pensei: minha nossa! Um palhaço que odeia bebês – praticamente um IT, uma obra prima do medo!

Ronald MC Donald deve pensar assim: “Mães, pais e crianças sejam bem-vindos com suas carteiras e seu desejo de consumo, mas deixem os bebês em casa até que eles possam pedir o número 1.”

Será que é isso mesmo? Será um fato isolado ou a rede MCDonalds simplesmente ignora a existencia dos bebês? De qualquer modo, não volto mais.

Uma obra prima do medo
o palhaço que odeia bebês

 

2 comentários Adicione o seu

  1. Marina disse:

    Complicado hein ká!
    Ótimo título do Post, chama atenção rsrs.

  2. Salete disse:

    Quem quer saber. Melhor nem entrar, assim ele tem mais chances de conhecer comida de verdade. bj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.